Sidebar Menu

Em coletiva, João Doria afirma que cronograma de vacinas está mantido e anuncia novidades nas áreas da educação e meio ambiente

Governador do estado de SP atualizou dados sobre a vacinação contra a covid-19 e anunciou a ampliação de ações nas áreas da educação e do meio ambiente
João Doria e equipe de secretários e integrantes do governo do estado de São Paulo abordaram três temas: saúde, meio ambiente e educação (Foto: Divulgação / Reprodução governo de São Paulo)

O governador so estado de São Paulo, João Doria (PSDB), realizou uma coletiva no Palácio dos Bandeirantes nesta quarta-feira (27), anunciando três novidades para o estado. A primeira delas diz respeito ao número de vacinados pela CoronaVac, que às 12h20 de hoje marcava 212.073 pessoas já imunizadas. Dimas Covas, diretor do Instituto Butantan ressaltou que a chegada dos insumos da China, anunciada ontem e marcada para a próxima semana, fará com que o cronograma da vacinação seja cumprido à risca. 

No dia 8 de fevereiro, idosos acima de 75 anos começarão a ser vacinados com a 1ª dose da vacina produzida no Butantan. Covas também comentou sobre a produção dos imunizantes, que ocorre em ritmo acelerado. Ele revelou que o órgão já está empenhado na produção das 46 milhões de doses encomendadas pelo Ministério da Saúde, que serão distribuídas em todo o Brasil, mas também alertou que, até hoje, não recebeu ainda o pedido do Ministério para as 54 milhões de doses adicionais, que farão com que o Plano Nacional de Imunização (PNI) seja totalmente cumprido em todo o País. Ele reforçou ainda que necessita do pedido do ministro da Saúde, Eduardo Pazzuello, para cumprir o cronograma corretamente.


João Doria e Dimas Covas falaram sobre o cronograma de vacinação (Foto: Divulgação / Reprodução governo de São Paulo)

O secretário da Educação do estado de São Paulo, Rossieli Soares, falou sobre a volta às aulas. Ressaltou que as escolas estaduais estarão abertas a partir do dia 1º de fevereiro, como forma de apoio para alunos mais carentes, mas que o ano letivo se inicia realmente no dia 8 de fevereiro, sem a necessidade da presença do aluno em sala de aula (seguindo as ações preconizadas na fase laranja do Plano São Paulo). 

Os alunos que optarem por assistir às aulas presenciais, deverão cumprir um sistema de revezamento por conta da pandemia do coronavírus, sendo que nas duas primeiras semanas, as escolas da rede estadual receberão até 35% de sua capacidade de alunos diariamente. Todos os 3,3 milhões de estudantes poderão se alimentar nas escolas estaduais nos dias de aulas presenciais. Para os 770 mil mais vulneráveis, a merenda será servida diariamente.

Sobre o meio ambiente, Doria anunciou que a despoluição do rio Pinheiros, assim como a construção de toda a infraestrutura de suporte, como construção de áreas de lazer, de um novo parque, entre outras ações estarão prontas até novembro de 2022. "O Parque Novo Rio Pinheiros é um passo na maior obra socioambiental que é a despoluição do rio Pinheiros. É um investimento de R$ 4 bilhões do governo do estado em execução desde 2019 e, até dezembro de 2022, o estado de São Paulo entrega o Rio Pinheiros totalmente limpo e despoluído à sua população, assim como entrega em 12 meses esse Parque Novo Rio Pinheiros", afirmou o governador.

De acordo com Marcos Penido, secretario estadual de infraestrutura e meio ambiente, esta é a terceira ação no âmbito do eixo de revitalização com investimento privado. "Tivemos a concessão da Usina SP e da Ciclovia da CPTM ano passado. Isto demonstra a confiança do mercado no projeto, cuja base é o saneamento básico. Este conjunto de medidas para trazer a população às margens permite a apropriação do espaço e a conscientização sobre o cuidado com o rio, afinal ele é de todos nós", declarou. 

Governador e sua equipe no Palácio dos Bandeirantes, na coletiva do dia 27/1 (Foto: Divulgação / Reprodução governo de São Paulo)

Veja mais notícias sobre Metrópole.

Veja também:

 

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.girosa.com.br/