Doria prorroga fase de transição até dia 15 de julho em todo estado de SP

Programada para terminar no dia 30 de junho, fase restritiva do combate à pandemia continuará com as mesmas regras por mais 15 dias 
As regras da fase de transição não mudam, ou seja, os estabelecimentos comerciais, entre outros, continuam funcionando das 6h às 21h (Divulgação/Governo do estado de São Paulo)

Em decorrência do aumento no número de casos, internações e mortes devido à covid-19, o governo do estado de São Paulo prorrogou, por mais 15 dias, a fase de transição do Plano SP. Embora o avanço da vacinação tenha segurado os números, o platô dos três índices (casos, internações e mortes) ainda está muito alto nas cidades paulistas. A taxa de ocupação de leitos de UTI no estado, hoje, é de 78,9% e na Grande São Paulo de 74,7%. O número de casos no estado soma 3.630.251 e de óbitos 123.825.

As regras da fase de transição não mudam, ou seja, os estabelecimentos comerciais, shoppings, restaurantes, salões de beleza, barbearias academias e espaços culturais continuam funcionando entre 6 e 21h com 40% da capacidade total. É preciso ainda continuar com todas as medidas protetivas (uso de máscara, higienização das mãos e distanciamento social) e ficar atento às datas da vacinação. 

O governador do estado de São Paulo, João Doria (PSDB), alertou a população sobre as fake news propagadas sobre a CoronaVac e afirmou, apoiado pela equipe governamental de Saúde, durante coletiva realizada na tarde desta quarta-feira (23),no Palácio dos Bandeirantes, na capital paulista, que todas as vacinas disponibilizadas são eficazes contra o coronavírus porque foram testadas e aprovadas pela Anvisa. Doria ressaltou que escolher qual vacina tomar, só tumultua e atrasa a campanha de vacinação para todos.

Atualmente, vacinando pessoas entre 43 e 49 anos, de acordo com o Programa Estadual de Imunização (PEI), a equipe governamental orienta que cada munícipe precisa estar atento às datas em seu município para não perder. 

Durante a coletiva, Doria declarou que, apesar de estar programada a chegada de seis mil litros de Insumo Farmacêutico Ativo (IFA) da China no próximo dia 26, e de todos os esforços realizados para a produção de vacinas no Brasil, alguns atrasos programados, como as doses da Pfizer e da Janssen compradas e distribuídas pelo Ministério da Saúde, acabam freando momentaneamente as campanhas de imunização em diferentes estados e cidades.

Veja mais notícias sobre Metrópole.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sexta, 03 Dezembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.girosa.com.br/