Sidebar Menu

Doria libera R$ 1 bilhão para investimentos em escolas estaduais

Ao todo, 754 prédios passam por reparos durante o período de férias

O governador João Doria (PSDB) librou nesta quinta-feira, 9, a liberação de R$ 1 bilhão em um pacote de melhorias para escolas da rede estadual de São Paulo. Do total, R$ 630 milhões já foram repassados via programa Dinheiro Direto na Escola para atender demandas essenciais de 5.004 unidades escolares.

O anúncio foi feito durante visita às obras da escola estadual Professor José Maria Reys, na capital paulista. Ao todo, 754 prédios passam por reparos durante o período de férias, com investimento que ultrapassa os R$ 77 milhões.

"Esta escola faz parte de um pacote de 754 unidades que serão totalmente reformadas este ano. O objetivo é terminar 2022 com todas as escolas que necessitem, reformadas, além, é claro, dos acabamentos e manutenção que têm que ser realizados rotineiramente", declarou Doria.

Pelo menos 400 escolas terão direito a recursos para reformas em telhados e calhas. A expectativa é que todos os serviços sejam concluídos até o início do ano letivo, em 3 de fevereiro.

No início de 2020, R$ 630 milhões já foram depositados nas contas das Associações de Pais e Mestres de 5.004 escolas que já aderiram ao programa. O objetivo é garantir que serviços de manutenção e reparos sejam feitos de forma mais ágil e sem burocracia.

Das 754 obras em andamento, 70 são consideradas prioritárias e integram o programa Escola + Bonita. São obras de mais complexidade e que contam com prazos de conclusão entre 90 e 270 dias. Outras 284 escolas vão receber obras emergenciais com conclusão prevista entre 60 e 120 dias.

Equipamentos novos

Doria também anunciou a aquisição de mais de 700 mil peças de mobiliário para equipar 49,3 mil salas de aula e ambientes pedagógicos de 3,4 mil escolas da rede estadual. O investimento de mais de R$ 200 milhões contempla itens como armários, conjuntos de alunos e professores, quadros brancos e ventiladores. O mobiliário pode substituir materiais danificados ou antiquados e também atender novas unidades escolares.

Sob investimento de R$ 94,3 milhões, todas as unidades da capital e da região da Grande São Paulo receberão kits escolares antes de 3 de fevereiro. A entrega antecipada já foi feita em escolas na capital que atendem alunos dos anos finais do ensino fundamental. O conteúdo do kit varia de acordo com cada ciclo. Para os anos iniciais do ensino fundamental, o pacote inclui 29 itens como apontador, borracha, cadernos, canetas, lápis, gizes de cera, régua, lápis de cor e cola branca. Já para os alunos dos anos finais do ensino fundamental são 30 itens. Estudantes do ensino médio recebem um kit com 25 itens.

Veja mais notícias sobre Metrópole.

Veja também:

 

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.girosa.com.br/

No Internet Connection