Sidebar Menu

CPTM inaugura Espaço Acolher nas estações Barueri, Carapicuíba e Jandira

Vítimas de violência ou importunação sexual terão local seguro para relatar transtornos sofridos nos trens e estações 
Vítimas de violência ou importunação sexual terão acolhimento em estações da CPTM (Foto: Divulgação/CPTM)

Para oferecer apoio humanizado e e privativo às mulheres vítimas de violência ou importunação sexual nos trens e estações da CPTM, a empresa anunciou que, a partir desta quinta-feira (1º de outubro), novas salas do Espaço Acolher serão inauguradas. Na região, as estações Barueri, Carapicuíba e Jandira iniciam a operação do espaço nesta quinta. Em Osasco, o Espaço Acolher foi inaugurado no início de setembro.

Segundo a pesquisa Voz Feminina, realizada pela companhia, 47,6% das mulheres já sofreram ou conhecem mulheres que já sofreram algum tipo de importunação sexual no transporte público em geral, sendo que 69,3% destes crimes aconteceram dentro de trens, 14,7% no metrô e 11,7% em ônibus. Contudo, apenas 15,6% denunciaram o fato. A pesquisa foi realizada neste ano e ouviu cerca de 1,2 mil usuárias do transporte.

O Espaço Acolher integra o programa "Em movimento por elas", lançado em março deste ano em parceria com o Instituto Avon. A ideia é criar uma rede de proteção às mulheres, além de dar visibilidade para as questões de gênero. A CPTM informa que realiza o monitoramento da segurança dos usuários por meio de mais de 2.500 câmeras instaladas nas estações - até dezembro serão mais de 4.000 câmeras.

Veja mais notícias sobre Metrópole.

Veja também:

 

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.girosa.com.br/

No Internet Connection