Covid-19: Barueri tem 29% dos leitos de UTI ocupados

A reportagem do Giro S/A apurou que o município contabiliza 10.886 casos confirmados e 1.458 em investigação
Mais de 70% dos leitos seguem disponíveispara uso (Foto: Divulgação / HCPA)

Na sexta (8), a reportagem do Giro S/A apurou que a cidade de Barueri tem 29% dos leitos de UTI para covid-19 ocupados, já considerando os serviços públicos e particulares. Ao todo, o município soma 10.886 casos confirmados e 1.458 em investigação.

A prefeitura afirma que todas as ações necessárias e disponíveis para o combate à covid-19 foram implantadas no início da pandemia e permanecem sem interrupção, como assistência aos doentes, orientações quanto à prevenção do contágio, monitoramento de casos e contatos e acompanhamento da evolução da pandemia. Além disto, intensificou a orientação e fiscalização dos estabelecimentos comerciais com relação ao cumprimento dos protocolos sanitários.

"Ressaltamos que em breve iniciaremos a campanha de vacinação contra a covid-19 seguindo as orientações do Programa Nacional e Estadual de Imunização. Assim que o imunobiológico estiver autorizado para uso, aguardaremos o recebimento destes e iniciaremos a primeira fase, imunizando os profissionais da saúde e idosos, conforme calendário divulgado pelo Governo do Estado", informa nota da Prefeitura de Barueri.

De acordo com boletim divulgado na quarta (6), às 14h, o município soma 10.886 casos confirmados. Destes, 9.730 já foram curados e 437 vieram a óbito. Outros 2 óbitos estão em investigação. Há 83 pacientes internados no Hospital Municipal de Barueri e no Pronto-Socorro do Jardim Paulista. Há cerca de um mês, em 9 de dezembro, eram 9.522 casos confirmados, 8.589 pessoas curadas e 410 falecidos por complicações da doença.

Furlan concede entrevista no estúdio GiroPlay (Foto: Francisco Cepeda / Giro S/A)

PREFEITO FALOU SOBRE IMUNIZAÇÃO

Em visita ao Giro, em dezembro de 2020, logo após se recuperar da covid-19, o prefeito de Barueri, Rubens Furlan (PSDB), falou sobre a imunização e criticou a postura do presidente Jair Bolsonaro a respeito do assunto. "Logo nós teremos a vacina. Eu espero que o presidente não atrapalhe, não seja estúpido para impedir a vacinação em massa, porque tanto a saúde quanto a economia só voltarão ao normal assim. E se as pessoas decidirem tomar cuidado para valer, nós pouparemos vidas", afirmou.

Veja mais notícias sobre MetrópoleCoronavírus.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Segunda, 06 Dezembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.girosa.com.br/