Sidebar Menu

Covid-19: Hospital Municipal de Barueri soma 1.500 altas de pacientes

Município possui 681 casos em investigação
Hospital Municipal de Barueri Dr. Francisco Moran (HMB) chegou à marca de 1.500 altas. (Foto: Divulgação/Janaina Barbedo)

Barueri, uma das cidades do Cioeste que regrediu da fase verde para a amarela nesta semana, tem registrado alta no caso de internações e dignósticos de pessoas vitimadas pelo covid-19. De acordo com informações do site da Prefeitura do município, até o dia 2 de dezembro, haviam sido confirmados 9.056 casos, com 8.322 pacientes confirmados e curados, 681 casos em investigação (em isolamento), 406 óbitos e 91 pacientes internados (HMB e PA Jd. Paulista). Os números de casos incluem o prefeito Rubens Furlan (PSDB), seu vice, Jose Roberto Piteri, e alguns secretários, que também foram infectados com o vírus e atualmente estão afastados de suas funções, em recuperação.

Na última terça-feira (1º), o governador João Doria realizou uma videoconferência com prefeitos e autoridades locais de saúde de 62 cidades que tiveram exponencial alta de casos, entre as quais Barueri. Ele reforçou a parceria com os municípios e pediu a ampliação de testagem, rastreamento de casos e atenção às medidas sanitárias, tais como uso obrigatório de máscaras, fiscalização de aglomerações e festas clandestinas.



A boa notícia é que na quarta-feira (2), o Hospital Municipal de Barueri Dr. Francisco Moran (HMB) chegou à marca de 1.500 altas concedidas para pacientes internados com confirmação ou suspeita de contaminação pelo novo coronavírus. Esta unidade da Prefeitura de Barueri é gerenciada em parceria com a SPDM - Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina.

Para celebrar o expressivo número de altas, os funcionários fizeram um corredor para aplaudir a alta hospitalar de Márcia Regina de Souza, 51 anos, que durante o período de internação precisou utilizar máscara de oxigênio devido ao cansaço físico e respiratório. "Eu gostaria de agradecer primeiramente a Deus e depois aos médicos e enfermeiros que cuidaram tão bem de mim", comentou a paciente que permaneceu em leito de enfermaria durante nove dias.

Também foi montado um cenário com bexigas e balões metalizados para registrar o momento e realizar a entrega do "certificado de superação", um documento simbólico para marcar essa data especial. "A senhora é a nossa alta de número 1.500. E estamos muito felizes porque a senhora está saindo daqui bem, recuperada e com saúde. Também aproveito para parabenizar todos os funcionários que ajudaram a alcançar esse resultado", declara Paulo Tierno, diretor do hospital.

Veja mais notícias sobre Metrópole.

Veja também:

 

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.girosa.com.br/