Sidebar Menu

“Carnaval só em 2022”, diz Doria

Em coletiva de imprensa realizada nesta segunda (8), governador do estado de São Paulo falou sobre a volta às aulas, a imunização em Serrana e a taxa de ocupação de leitos na grande São Paulo
O governador do estado de São Paulo, João Doria, e o secretário estadual de Saúde, Jean Gorinchteyn, em coletiva no Palácio dos Bandeirantes (Foto: Divulgação / Reprodução Governo do Estado de São Paulo)

No início da tarde desta segunda-feira (8), o governador do estado de São Paulo João Doria, participou de uma coletiva, na qual abordou as principais notícias sobre a pandemia do coronavírus. Uma informação importante diz respeito a não realização do Carnaval em nenhum município do estado, principalmente porque a pandemia da covid-19 ainda não acabou e não está controlada, apesar da ligeira redução no número de casos e internações em comparação à semana anterior. 

De acordo com o secretário estadual da Saúde, Jean Gorinchteyn, no comparativo, houve uma queda de 8% no número de novos casos e 2% no número de internações. Quanto à ocupação de leitos de UTI, que há três semanas se encontrava no patamar de mais de 70%, houve um decréscimo significativo e, hoje, em São Paulo e na Grande São Paulo são de, respectivamente, 66,9% e 65,7%.

A volta às aulas também foi abordada. De acordo com o secretário da Educação, Rossieli Soares, depois de 43 semanas sem aulas, os alunos voltaram às aulas presenciais em 4.500 escolas estaduais de toda São Paulo. Os locais se adequaram depois de semanas de planejamento, com todas as medidas protetivas para alunos e professores, além de apenas 35% de ocupação nas salas.

Também foram mencionados o estudo inédito de eficiência da vacinação, que começará no dia 17 de fevereiro e será realizado com 30 mil moradores da cidade de Serrana, interior de São Paulo; além do empréstimo para micro e pequenos empresários, que inicia hoje através do Desenvolve SP; e dados sobre o número de imunizados no estado, que hoje chegará a 900 mil pessoas. Além de Jean Gorinchteyn e Rossieli Soares, participaram da coletiva o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, a secretaria de Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen, e a Coordenadora do Controle de Doenças da secretaria de Saúde, Regiane de Paula. 

O governador garantiu que até 31 de dezembro, todos o moradores do estado estarão vacinados e que, enquanto a vacinação ocorre, é preciso ainda muito cuidado com o vírus. "Vai passar, se todos nós tivermos responsabilidade com a vida", destacou. Ele afirmou que é preciso usar máscaras, álcool gel, praticar o distanciamento social, e não aglomerar.

Veja mais notícias sobre Metrópole.

Veja também:

 

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.girosa.com.br/

No Internet Connection