Sidebar Menu

Barueri, Osasco, Santana de Parnaíba e Itapevi decidem suspender o retorno às aulas presenciais

Decisão foi tomada pelos prefeitos que compõem o consórcio Cioeste durante reunião virtual realizada na manhã desta quarta-feira (24)
Foto panorâmica do Colégio Municipal Tom Jobim, em Santana de Parnaíba (Divulgação / Secom)

Na manhã desta quarta (24), os prefeitos das cidades que compõem o Consórcio Cioeste (Osasco, Barueri, Santana de Parnaíba, Carapicuíba, Cotia, Itapevi, Jandira, Cajamar, Vargem Grande Paulista, Araçariguama Pirapora do Bom Jesus) realizaram reunião virtual e decidiram suspender o retorno às aulas presenciais, que deveria ocorrer em 1º de março.

A decisão foi tomada diante do número recorde de internações por covid-19 no estado de São Paulo e o aumento de restrições para evitar mais contágios, anunciado hoje pelo governador João Doria (PSDB) em entrevista coletiva. 

O prefeito de Osasco e presidente do Cioeste, Rogério Lins (Podemos) anunciou que as cidades que compõem o consórcio entrarão com uma ação coletiva para antecipar a imunização dos professores ou ao menos dos profissionais com doenças crônicas ou com mais de 60 anos.

O vice-presidente do consórcio e prefeito de Vargem Grande Paulista, Josué Ramos (PL), explicou que pretende entrar com uma ação judicial para viabilizar a aquisição e ampliar a vacinação nas 11 cidades da região oeste da Grande São Paulo. "Nós, prefeitos do Cioeste, também faremos uma licitação por meio do Consórcio para aquisição direta de vacinas contra a covid-19. Estamos unindo esforços para agilizar a imunização não só dos professores, mas de toda população", acrescentou.

Veja mais notícias sobre CoronavírusMetrópole.

Veja também:

 

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.girosa.com.br/

No Internet Connection