Sidebar Menu

"Até 30 de agosto nós teremos entregue 100 milhões de doses da vacina do Butantan", afirma Doria

Governo de São Paulo confirma que distribuirá 5,6 milhões de doses de vacina até o início de março
O governador de São Paulo visitou o Instituto Butantan para liberar as novas doses da CoronaVac (Divulgação / Governo de SP)

O governador do estado de São Paulo João Doria (PSDB) anunciou ontem (23), em coletiva realizada no Instituto Butantan, o início do envio das novas remessas de doses da CoronaVac ao Programa Nacional de Imunizações (PNI) do Ministério da Saúde. Com previsão anterior de 3,4 milhões de doses, agora serão 5,6 milhões de unidades, entregues entre 5 de fevereiro a 5 de março.

Doria afirmou que o Brasil vai produzir, até 30 de abril, 46 milhões de doses da vacina e, até 30 de agosto, mais 54 milhões de doses da CoronaVac. "Até 30 de agosto nós teremos entregue 100 milhões de doses da vacina do Butantan", destacou.

Até o dia 5 de fevereiro, o Butantan já havia distribuído 1,1 milhão de doses. No total, já são 15,4 milhões de doses para vacinação de brasileiros em todo o País. O Instituto já entregou o que corresponde a 90% de todas as vacinas usadas na rede pública do Brasile vem criando uma força-tarefa para seguir envasando, em ritmo acelerado, mais doses para a entrega ao PNI.

Veja mais notícias sobre Metrópole.

Veja também:

 

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.girosa.com.br/