Sidebar Menu

Apenas 3% dos crimes foram solucionados em 2018

De 13 mil roubos ocorridos na região, somente 427 foram esclarecidos
Especialista aponta deficiência nas polícias

Um levantamento em todos os inquéritos instaurados para investigar crimes contra o patrimônio em Osasco, Carapicuíba, Cotia, Santana de Parnaíba e Itapevi tiveram baixa elucidação dos delitos. A média de esclarecimento gira em torno de 3,6%.
Durante o ano, foram registrados 13.092 "roubos outros" nas 6 cidades e somente 427 casos (3,26%) foram esclarecidos pela Polícia Civil, responsável pelas investigações, menos de 4%. Dos 10.953 "furtos outros" somente 472 foram resolvidos, 4,31%. Ocorreram 4.548 furtos de veículos sendo 84 evidenciados, 0,18%. De veículos roubados foram 2.681 e 145 resolvidos, 5,41%. Já o roubo de carga marcou 529 fatos e somente 17 esclarecidos pelas investigações, 3,21%.
Segundo o Instituto Sou da Paz, um dos motivos para baixa eficácia na resolução dos casos pode ser a pouca ênfase a Segurança Pública nas investigações, com o maior foco no policiamento ostensivo. "Esse é um investimento que em geral traz mais ganhos imediatos. A população vê a polícia e traz mais ganhos políticos. Além disso, há escassez de servidores nas polícias civis e técnico-científicas. Em São Paulo faltam delegados e escrivães, além das más condições de trabalho", analisa Stephanie Morin do Sou da Paz.
Procurada, a Secretaria de Segurança Pública não se manifestou.

Veja mais notícias sobre Metrópole.

Veja também:

 

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.girosa.com.br/

No Internet Connection