Sidebar Menu

Rodízio volta nessa segunda; entenda como irá funcionar

O novo rodízio municipal de veículos estará ativo nas 24 horas do dia.
Viaduto do Chá, região central de São Paulo, durante quarentena — (Foto: Andre Penner/AP)
Recomeça nessa segunda-feira (11), na cidade de São Paulo, o rodízio de carros. A medida visa aumentar o índice de isolamento social, que segue em queda, registrando na média de 47% durante a última semana.

Decretado na última quinta-feira (7) e publicado no Diário Oficial do munícipio na sexta (8), o texto traz uma série de modificações e isenções que se diferenciam do rodízio tradicional.

Diferente modelo clássico, em que a restrição ocorre apenas no Centro Expandido da capital paulista, a restrição valerá para toda a cidade, inclusive nos finais de semana.

Em dias pares, circulam veículos com placa final par; em dias ímpares, podem circular veículos com placa final ímpar.

"O rodízio será ainda mais restritivo porque questões extremas exigem medidas extremas. Não dá pra gente não adotá-lo quando as ocupações dos leitos de UTI passam de 80%", afirmou Covas, em uma coletiva de imprensa online realizada na quinta-feira.

No documento, profissionais da saúde, taxistas, trabalhadores de farmácias, supermercados, quitandas, açougues, peixarias, centros de abastecimento de alimentos, lojas de conveniência, padarias, lojas de venda de água mineral e outros serviços ligados ao abastecimento de alimentos, estão liberados do rodízio.

Já carros que transportam pessoas com deficiência, doença crônica e grave ou que estejam em tratamento médico como quimioterapia e hemodiálise também poderão circular normalmente.

A Prefeitura também isentou de servidores de segurança, dos sistemas penitenciário e funerário, policiais, agentes federais, guardas e jornalistas.

O rodízio prevê multa no valor de R$ 130,16 e quatro pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Para pedir a isenção para continuar rodando pela cidade, é somente através do e-maili: isencao.covid19@prefeitura.sp.gov.br.

A única exceção prevista no momento será no dia 31 de maio, quando o rodízio será liberado para evitar que apenas um grupo (ímpar) rode por dois dias seguidos.

Para suprir a ampliação do rodízio, a prefeitura afirmou que irá ampliar a frota de ônibus na cidade. Serão disponibilizados mais mil ônibus e mais 600 que ficarão nos bolsões.

Entenda abaixo como funcionária o novo rodízio restritivo:

- Carros com placa final par (0, 2, 4, 6 e 8) só poderão circular nos dias pares;

-Carros com placa final ímpar (1, 3, 5, 7 e 9) só poderão circular nos dias ímpares;

-medida vale durante as 24h do dia e inclui sábados e domingos;

-O rodizio estará liberado para todos no dia 31 de maio;

-Táxis são isentos;

- Aplicativos terão de rodar nos seus dias de placas, ou seja, par ou ímpar;

-Profissionais da saúde e agregados (técnicos, enfermeiros, funcionários que trabalham em hospitais) e ao setor de abastecimento (energia, gás, água), podem rodar normalmente;

-Veículos de imprensa são isentos desde que sejam cadastrados;

-Motoristas de caminhões deverão ser cadastrados para garantir a isenção.


Veja mais notícias sobre Autos.

Veja também:

 

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.girosa.com.br/